Buscar  
Política

Publicada em 23/05/17 as 16:51h - 122 visualizações
Setor elétrico pede permanência de Fernando Filho no Ministério das Minas e Energia

Carlos Brito


Ameaçado de expulsão pelo PSB, o ministro das Minas e Energia, Fernando Filho, recebeu apoio de associações do setor elétrico para permanecer no cargo. Em uma reunião com 22 associações na segunda-feira (22), o ministro recebeu pedidos para continuar no comando da pasta, informou a repórter do G1, Laís Lis. Associações presentes no encontro avaliam que o ministro conseguiu avanços em assuntos importantes, como o déficit de geração das usinas hidrelétricas causado pela escassez de chuva - que vinha causando prejuízo às concessionárias.

Para o presidente da Associação Brasileira dos Investidores em Autoprodução de Energia (Abiape), Mario Menel, a maior preocupação das associações é que a eventual saída do ministro signifique desmantelar a equipe técnica que ele colocou no ministério.

"Ele [Fernando Filho] se comprometeu, dentro do possível, a permanecer como ministro", disse Menel. O PSB decidiu abrir processo contra o ministro por indisciplina partidária. Na semana passada, após a divulgação do áudio da conversa entre Michel Temer e o dono da JBS, Joesley Batista, o PSB decidiu deixar a base do governo, mas Bezerra permaneceu no cargo. Ao final do processo, Bezerra pode ser expulso do partido.

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, afirmou que o fato de Bezerra não sair do ministério agrava muitíssimo a situação dele. Fernando Filho já estava na mira da comissão de ética do PSB por ter se licenciado do cargo para votar a favor da reforma Trabalhista. (Fonte: G1/foto reprodução)




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

087 9 9805 9627

Redes Sociais


Enquete


Nenhum registro encontrado


Publicidade Lateral
Estatísticas
Visitas: 2582002 Usuários Online: 68
Fan Page

Parceiros


Sertão Noticias.com
Copyright (c) 2017 - Sertão Notícias - Todos os direitos reservados